Sem volta, sem salvação

Você sua por todos os poros do seu corpo e já não se aguenta mais…
Tudo bem, você ainda pode esperar um pouco. Já fez isso, já sabe como acontece…
Você abaixa a cabeça para o seu bloquinho, nota os outros com seus tablets e Iphones e sei lá mais o que. Já bate a depressão.
Na realidade, você não se lembra bem quando isso tudo começou. Talvez na primeira infância, quando as coisas pareciam tão lindas e coloridas. Talvez na casa da sua avó. Talvez em casa mesmo, quando todos sentavam a mesa e começava a gritaria, uma conversa normal que mais parecia uma briga de foice. Talvez tenha mesmo sido na casa da sua avó.
Talvez esse sentimento tenha sido alimentado na escola, por professores loucos que te encorajavam, alimentavam este vício maluco e desnorteante. Entregavam-lhe o livro, chamavam quando precisavam de ajuda, elogiavam você na reunião de pais. Céus, aqueles monstros.
Enquanto a agonia te alucina, você pensa no que poderia ter sido se a vida fosse mais simples. Se não tivesse naquele meio, se não crescesse naquela casa, com toda aquela gente maluca. Talvez hoje você fosse bem sucedido, alguém normal, com uma vida digna e menos café e crises de pesadelos. Seria bom não ter os pesadelos nas suas 4h de sono esporádicas.
A angustia vira nó e o peito quase explode. Você sabe que não pode mais controlar, você sente que aquilo virá à tona como um submarino alemão. E vem, demoniacamente descontrolado.
Você levanta a mão, empurra a louca ao seu lado, dá uma cotovelada no olho do maníaco à direita, corre, tropeça e caí, levanta com a cara vermelha da pancada, mas você está decidido, vai conseguir, vai colocar o celular na boca daquele idiotazinho e gravar a reposta da pergunta que você vai fazer. Não, ninguém da Globo, não, ah, não mesmo. Você!
Jornalista de empresa pequena também é gente, cara.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s