Era só um sopro, e eu parei de respirar…

Estava tão (MAS TÃO) ansiosa para assistir Pina que, no dia, quase infartava... Fui tensa, descendo a rua como se uma locomotiva me seguisse, e depois da bilheteria, do banheiro e da fila (quilométrica) lá estava eu, sentada, com aquele óculos bizarro atochado na cara, esperando e suando, para ver a obra que mais aguardei neste ano.

Demorei a escrever sobre o filme (recuso-me a dizer que aquilo foi um documentário, aquilo foi é arte pura e límpida, cor de âmbar), pois demorei a encaixar as emoções de volta a seus lugares depois que o assisti. Enfim, lá se vai mais de mês.

Estava então sentada, ao lado da companheira de empreitadas, Carolina Fortunato, mudas, as duas, embebedadas por tanta magia. Mas era magia demais, que chegava a escorrer pelos olhos. Obviamente não dava para esperar que tudo fosse pura maravilha, mas, excluindo a matraca trica que estava sentada a meu lado (do outro, já que a Carol estava a minha esquerda), tudo foi além.

A cada depoimento, a cada interpretação, a cada leitura (Céus, Café Müller), a cada movimento, a cada face da lua…

Fantástico chega a ser medíocre para descrever.

É VITELA!

E como diria o poeta: Aceita, bailarina, esse pobre sacrifício. 

Foi maravilhoso, e o melhor é que não se precisou pensar, nem entender. Ali, com aquele óculos a me pentelhar as paciências, só tive que reclinar e assistir, me embriagar. Era tanto de Pina, com tão pouco dela.

Quem admira, conhece ou só ouviu falar, precisa ver. Quem não conhece também.

É deliciosamente sensacional. Senti cada emoção, no compasso do rolo de filme. Cada nuance, cada reencontro (ah, o reencontro foi  um dos meus favoritos).

Assista, e como eu, mate sua vontade de ser um pouquinho brilhante. Depois, ainda como eu, volte à sua realidade e note as diferenças, organize as emoções de volta em seus lugares e tire o casaco. Reduza-se à mais nua humanidade.

Pina Baush desperta o calor e vivacidade das pessoas, ou as expõe, cruas como são. Mesmo agora.

“Dance, dance… senão estamos perdidos”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s